top of page
  • Foto do escritorMariana Pires (MTB 14286)

Projeto cria o Maio Furta-cor, mês dedicado a promoção da saúde mental materna

O deputado estadual Luiz Marenco (PDT) apresentou um projeto de lei que inclui no Calendário Oficial de Eventos e Datas Comemorativas do Rio Grande do Sul o Maio Furta-cor, dedicado a ações de conscientização e promoção da saúde mental materna, inspirado pela campanha homônima (www.maiofurtacor.com.br) que vem, desde 2020, lançando luz ao sofrimento mental das mulheres face às crescentes demandas da maternidade.


Vários fatores impactam na saúde mental feminina, como tripla jornada de trabalho, reduções e disparidades salariais, desemprego, informalidade, aumento dos índices de violência doméstica, entre outros. No mundo, cerca de 10% das mulheres grávidas e 13% das mulheres no pós-parto sofrem de algum problema de saúde mental, um número que chega a 20% quando falamos das mães de baixa renda. Contudo, apesar de tantos casos, o forte estigma social faz com que muitas mulheres não procurem ajuda.


Conforme a psicóloga Hamabille dos Santos, coordenadora de Comunicação da Campanha Nacional Maio Furta-cor, a Organização Mundial de Saúde aponta que toda mulher está suscetível a desenvolver transtornos mentais durante a gravidez e no primeiro ano após o parto. “O grande objetivo deste projeto é ampliar a conscientização da sociedade sobre a importância de cuidar da saúde mental das mães, que muitas vezes estão fragilizadas e precisam de uma rede de apoio e acolhimento. Depressão pós-parto não é uma falha de caráter ou uma fraqueza, é uma condição clínica para a qual existe tratamento, inclusive pelo SUS”, esclarece Marenco.


Ao estabelecer um mês inteiro dedicado ao tema, o projeto quer ampliar o debate, livre de julgamentos, sobre depressão pós-parto, ansiedade e tristeza materna, psicose puerperal e outros desafios que as mulheres enfrentam no período de gestação, parto e puerpério, bem como estimular a construção de políticas públicas de saúde para mulheres-mães.

Se você quer saber mais sobre saúde mental materna, acesse o site do Ministério da Saúde e informe-se sobre causas, sintomas, prevenção, diagnóstico e tratamento: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z/d/depressao-pos-parto




44 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page