• Mariana Pires (MTB 14286)

Luiz Marenco faz homenagem aos servidores da Assembleia no Grande Expediente



O deputado Luiz Marenco dedicou o período do Grande Expediente da primeira sessão ordinária do ano, nesta terça-feira (4), para homenagear os servidores da Assembleia Legislativa, “a alma da Casa do Povo”, conforme definiu da tribuna. Marenco destacou a responsabilidade e competência dos servidores concursados e também dos terceirizados na condução das atividades que dão sustentabilidade ao trabalho parlamentar, desde o protocolo de projetos de lei, a segurança legislativa e até mesmo os cuidados da jardinagem dos prédios e ambientes internos.


Assim como a casa é sinônimo de lar, “a Casa do Povo é propriedade da cidadania rio-grandense”, iniciou Marenco a sua intervenção, ao explicar que antes de assumir o mandato entendia a Assembleia como o local de trabalho dos deputados, mas agora, investido no cargo, percebeu que “somos inquilinos temporários da Casa do Povo”, pois a permanência depende da aprovação eleitoral, “porque nós estamos de passagem, somos prestadores de serviço à população, temos contrato com data de entrada e de saída”, com possibilidade de renovação.


Os servidores Mariana Abascal, do Departamento de Cultura, Eleni da Penha Nizu, da Comissão Especial da Cadeia Produtiva da Música e da Cultura Gaúcha, Leonei Chapuis dos Santos, da Divisão de Proteção à Autoridade, da Polícia Legislativa, Luciane Picada, da Divisão de Tramitação do Departamento de Assessoramento Legislativo, Adriano Leindecker, analista de Tecnologia da Informação e Comunicação do Departamento de Tecnologia da Informação, Cristiano Ferreira Pereira, coordenador da Divisão de Projetos e Manutenção do Departamento de Logística, Ana Júlia e Sanderson Furtado Anhaia, das empresas terceirizadas, foram convidados a compor a mesa dirigente dos trabalhos no Plenário 20 de Setembro. Dezenas de servidores da Casa acompanharam a homenagem das galerias.


A alma da Casa

Conforme o deputado, os “inquilinos de longo prazo” são os funcionários da Casa, profissionais concursados, com experiência e competência, “eles são a alma da Casa do povo”, disse em reconhecimento e respeito ao trabalho realizado, estendido também aos profissionais contratados através de empresas terceirizadas. Referiu-se àqueles que promovem mudanças e melhorias nos gabinetes, aos jardineiros, marceneiros e também aos administrativos e responsáveis pela complexa tramitação dos documentos legislativos.


“O meu objetivo hoje é colocar o retrato destas pessoas na parede central da sala da Casa do Povo”, como forma de valorizar o trabalho e a responsabilidade de cada um no andamento das atividades parlamentares, explicou. “Todo processo legislativo ou projeto de lei passa por um longo caminho administrativo, desde que é protocolado até ser apreciado, aprovado e publicado”, observando que “a transparência de nossos atos, enquanto deputados, a comunicação de todas as ações, os debates, as publicações, o lazer e a cultura que a Casa proporciona, todo esse assessoramento administrativo e humano nos é proporcionado com isenção, competência, carinho e amizade”.


Acostumado a traduzir sentimentos e aspectos culturais através da música, mostrou que “sublime é a alma da Casa do Povo”, cuja atuação magistral engrandece a democracia, enobrece suas funções e torna indispensável sua experiência “aos inquilinos temporários”. Definiu ainda como “fundamental, elogiável e admirável” o trabalho dos servidores, responsável pelo “enriquecimento do estado democrático de direito, do conjunto de valores sociais e do exercício pleno da cidadania”, encerrando com um canto de sua autoria, Para o meu consumo, o discurso realizado para agradecer a dedicação de todos.


Apartes Do plenário, manifestaram-se através de apartes os deputados Gerson Burmann (PDT), Rodrigo Maroni (Podemos), Zila Breitenbach (PSDB), Vilmar Zanchin (MDB), Sérgio Turra (Progressistas), Zé Nunes (PT), Luciana Genro (PSOL), Capitão Macedo (PSL), Fábio Ostermann (Novo), Rodrigo Lorenzoni (DEM), Neri, o Carteiro (Solidariedade), Luis Augusto Lara (PTB), e Sergio Peres (Republicanos).


Fonte: Agência de Notícias da ALRS

4 visualizações0 comentário